No ano de 2020 houve um aumento de 40% em ataques à segurança de dados e informações através de e-mails.

A prática conhecida como phishing, são praticadas por cibercriminosos e até mesmo robôs desenvolvidos por eles, com o foco no furto de credenciais. Foram registradas cerca de 16,7 milhões de tentativas de ataques bloqueados em 2020.

Segundo informações de especialistas, parte dos ataques representam um aumento de quase um terço em relação ao total de ameaças detectadas por plataformas de proteção em 2019. Onde nada menos que 5,5 milhões de tentativas que foram voltadas, apenas, ao roubo de credenciais de acesso, usando links, falsos cadastros e outras com mensagens que supostamente tentavam se passar por serviços e empresas.

Outros 6,9 milhões de e-mails foram utilizados em nomes de empresas de grande prestígio, como por exemplo a famosa Netflix. E outros 1,1 milhão de casos em 2020, foram detectadas contendo malwares e golpes de ransomware.

Para o ano de 2021 especialistas sugerem também um novo crescimento relacionado a tipos de ataques informados. Ainda muitas empresas não se deram à importância para não cair em tipos de golpes como esses e se quer reforçaram suas políticas de segurança de dados e informações.

A cada dia, números como esse vem mostrando a necessidade de soluções em Cibersegurança e também de adequação a LGPD.